Abstract Painting
Data 1962
Técnica Óleo sobre tela em moldura pintada pelo artista
Dimensões 76.5 x 76.5 cm
ID Inventário UID 102-480
480.jpg
Por volta de 1953, Ad Reinhardt – renunciando aos princípios da assimetria e da irregularidade na pintura – inicia a série de pinturas ditas «pretas». Dedica-se a elas até ao fim da vida e são elas que correspondem à sua produção mais conhecida, as que lhe dão a sua reputação. Tratam-se de telas que, à primeira vista, parecem ser simplesmente pintadas de preto, mas que, na verdade, são compostas por nuances subtis, tom sobre tom, quase impercetíveis. Mais tarde, e até à sua morte, pintará as «Ultimate Paintings» [Pinturas derradeiras], todas com o mesmo formato (152,4 x 152,4 cm), de valores muito próximos, que dificilmente deixam entrever um padrão, tão difícil é perceber as nuances. De acordo com o pintor, são «as últimas pinturas que se podem pintar», obras que roçam continuamente o limite além do qual a obra deixa de existir, encarnando uma abstração geométrica de um radicalismo extremo.
AC
Betty Parsons Gallery, Nova Iorque; Noah Goldowski Inc. Fine Art, Nova Iorque; William A. M. Burde and Co (1972); adquirido na Sotheby’s, Nova Iorque, 10 de novembro de 1993.