Do Arquivo ao Novo: Impactos da Tecnologia Digital na Noção de Arquivo

Do Arquivo ao Novo: Impactos da Tecnologia Digital na Noção de Arquivo
15/02/2017
Horário: 
18:00
Preço: 
Conferências
0,00 €
Do Arquivo ao Novo: Impactos da Tecnologia Digital na Noção de Arquivo
15/02/2017
Horário: 
18:00
Preço: 
Conferências
0,00 €
Corpo de texto: 
Perante a presente sociedade tecnologicamente mediada e consequente digitalização do arquivo, propõe-se uma reflexão em torno da expansão da noção de arquivo. Neste sentido, à medida que este se constitui entre redes, nuvens, dados e meta-dados, deixa de depender de uma localização, bem como de uma hierarquia fixa de conhecimento, transformando-se numa coleção dinâmica, maleável e reconfigurável, sempre passível de uma nova ordem. Com estas alterações, as dualidades que definiam o arquivo, tais como interior-exterior, perdurável-efémero, passado-presente, sagrado-profano ou privado-público, tendem a diluir-se, esbatendo-se os seus limites. 
Lançaremos, em primeiro lugar, uma discussão sobre as novas formas, categorias e acepções de arquivo. Seguidamente, procuraremos enquadrar a especificidade digital e computacional que molda o carácter dinâmico do arquivo, segundo a qual o foco se desloca dos registos ou dados para relações que se podem estabelecer entre os mesmos e para os processos algorítmicos que os regem. Por fim, apresentaremos a plataforma online A – P (Arquivo – Programa) como confluência entre a noção de arquivo e a noção de programa, tanto na sua acepção cultural como computacional. Esta plataforma concretiza um momento de arquivo, em que se reúnem projectos que reflectem o impacto da tecnologia digital na cultura contemporânea, e um momento de programa, em que se ensaiam processos algorítmicos passíveis de transformar os registos do arquivo em novas unidades significantes.
 
Sara Orsi, licenciada em Arquitectura pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, realizou o mestrado em Design de Comunicação e Novos Media na Faculdade de Belas Artes da Universidade Lisboa. Desenvolve o seu trabalho a partir da utilização da tecnologia digital como meio para expressar as suas investigações nas áreas dos media digitais e dos estudos culturais tendo como principal mote “o impacto da tecnologia digital na cultura contemporânea.” Sara exerce a sua actividade como web-designer e web-developer. Enquanto prática artística, desenvolve projectos no âmbito dos media digitais com o colectivo Anaa e em nome próprio. Sara é co-fundadora do Arquivo 237 – espaço cultural em Lisboa com foco nas áreas da Arquitectura, Design e Tecnologia.
saraorsi.com
 
Luísa Ribas é doutorada em Arte e Design (2012), mestre em Arte Multimédia (2002) e licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto (1996). É membro do ID+, Instituto de Investigação em Design, Media e Cultura, dedicando-se à investigação de relações entre som e imagem, audiovisualidade e interactividade, tendo contribuído para diversas publicações com artigos sobre design e artes digitais. É professora auxiliar na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa onde lecciona Design de Comunicação com foco nos media impressos e digitais, nomeadamente nos domínios do projecto de design e da expressão audiovisual, sendo actualmente coordenadora científica do Mestrado em Design de Comunicação e Novos Media.
 
Organização: Escola de Comunicação, Artes e Tecnologias de Informação da Universidade Lusófona.
Auditório, piso -1. Entrada livre.