O mundo já existe sem nós

O mundo já existe sem nós
29/04/2015
Horário: 
18:00
O mundo já existe sem nós
29/04/2015
Horário: 
18:00
Corpo de texto: 

O mundo já existe sem nós
Alberto Toscano

«Nesta palestra irei desenvolver alguns dos temas delineados no meu livro Cartographies of the Absolute, publicado recentemente em coautoria com Jeff Kinkle, acerca da possibilidade de representação do capital contemporâneo nas artes visuais. Irei analisar, em particular, as razões para o contínuo despovoamento dos cenários do capitalismo tardio, nomeadamente o modo como isso é evidenciado na fotografia contemporânea. Em diálogo com Representing Capital de Fredric Jameson e o recente Photography and its Violations de John Roberts, e com a persistente crítica de Allan Sekula ao momento da "nova topografia" na fotografia norte-americana, irei discutir como certas dinâmicas da economia política contemporânea - desde a redução da importância da mão-de-obra no processo da produção à financeirização da indústria imobiliária, da desindustrialização à primazia da logística - são refletidas, e também distorcidas, na produção contemporânea de imagens, dando expressão a um imaginário no qual, parafraseando os comentários de Sekula sobre a "escola de fotografia tipo bomba de neutrões", as pessoas desaparecem, mas os edifícios permanecem incólumes.»

Alberto Toscano é leitor de Teoria Crítica no Departamento de Sociologia, Goldsmiths, University of London. Escreveu Cartographies of the Absolute (em coautoria com Jeff Kinkle, 2015), Fanaticism (2010) e The Theatre of Production (2006). Realizou numerosas traduções, entre as quais de obras de Alain Badiou e Antonio Negri. É editor da coleção «The Italian List» da Seagull Books e pertence ao conselho editorial da revista Historical Materialism.

 

A conferência é proferida em inglês.

Local: CCB (sala Amália Rodrigues)
Entrada livre, sujeita ao número de lugares disponíveis.
Organização: Escola de Comunicação, Artes e Tecnologias de Informação da Universidade Lusófona