O som como vibração da vida

O som como vibração da vida
17/10/2018
Horário: 
18:00
Preço: 
VIII Ciclo de Conferências ECATI/ MCB
0,00 €
O som como vibração da vida
Preço: 
VIII Ciclo de Conferências ECATI/ MCB
0,00 €
Corpo de texto: 

O som como vibração da vida
João Manuel Marques Carrilho (JONAS RUNA)


O som tem um potencial imenso para a pesquisa científica e artística, uma vez que revela ligações profundas tanto à física fundamental quanto à psique humana. Nesta conferência, abordar-se-ão de forma anárquica (1) as relações entre o som enquanto entidade científica e o som enquanto perceção, (2) as consequências da autonomia do ruído e (3) as fronteiras entre a computabilidade e a criatividade na música eletrónica de arte, do ponto de vista da artistic research *.

Os três problemas são pistas que por fim permitem não só chegar à interpretação da consciência como a música da natureza mas também esboçar um conceito da filosofia da música desenvolvido em colaboração com o musicólogo Jorge Lima Barreto — a Energia Musical Irrealizada.

*Artistic research: pesquisa interdisciplinar, englobando ciência, técnica, teoria e/ou tecnologia, que assenta na criação artística do próprio autor; música como arte-ciência.

 

Biografia
Artista, Compositor e Investigador. Doutorado em Ciência e Tecnologia das Artes, Professor Universitário de Ciência e Tecnologia do Som, na Universidade Lusófona. As suas obras foram apresentadas no Museo Guggenheim Bilbao, nas 55.ª e 56.ª Bienais de Veneza, no 798 Art District (Pequim), no ARoS Aarhus Kunstmuseum, na Galerie Scheffel (Frankfurt), na Logos Foundation (Gent), no Museo de Arte Contemporáneo (Santiago do Chile), no Théâtre de la Ville (Paris), no Arnold Schoenberg Hall (Haia), na Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa) e na Casa da Música (Porto), entre outros. 
Com Jorge Lima Barreto, criou o duo Zul Zelub, para piano e música eletrónica de arte.


Conferência apresentada no âmbito do VIII Ciclo de Conferências Internacionais sobre Arte, História e Pensamento, organizado pela Escola de Comunicação, Artes e Tecnologias de Informação da Universidade Lusófona, em conjunto com o Museu Coleção Berardo.

Quarta-feira, 17 de outubro, às 18h00. Auditório do Museu. Entrada gratuita, sujeita ao número de lugares disponíveis.