Uma Conversa Infinita

Uma Conversa Infinita
Exposição temporária
10/07/2014
- 29/03/2015
Piso: 
-1
Curadoria: 
Luiza Teixeira de Freitas
Thom O'Nions
Uma Conversa Infinita
Exposição temporária
10/07/2014
- 29/03/2015
Piso: 
-1
Curadoria: 
Luiza Teixeira de Freitas
Thom O'Nions
Corpo de texto: 

Uma Conversa Infinita. Livros de artista, ephemera e documentos foi concebida como uma adenda à exposição permanente do Museu Coleção Berardo e apresenta uma seleção de livros de artista, cartazes e outras publicações efémeras da Coleção Teixeira de Freitas. A exposição ilustra o alcance das reflexões e processos envolvidos na criação artística e mostra a variedade de formas que a arte pode assumir, sugerindo um olhar talvez um pouco mais intimista.

O escritor francês André Malraux comentou, certa vez, que o livro de arte é «um museu sem paredes», e o material aqui apresentado lida, com frequência, com esta extensão da obra de arte para fora da galeria, transmitida e experienciada através de diferentes canais de distribuição. Este material será reunido temporariamente no interior de um museu, permitindo pensar a natureza do seu movimento no mundo, sobre o modo como a sua dispersão está relacionada com a divulgação de ideias e diálogos que existem em torno das obras de arte.

A exposição também nos revela algo sobre a natureza do próprio colecionismo ou, nas palavras de Jean Baudrillard, o modo como «a prosa quotidiana dos objetos se transforma em poesia, num triunfante discurso inconsciente». Estabelece-se um diálogo entre as duas coleções, diálogo esse que ajuda a revelar as suas lógicas singulares, bem como a lógica da coleção em geral. Uma Conversa Infinita desenrola-se ao longo de uma série de salas que refletem diferentes aspetos da coleção, nomeando uma ampla variedade de encontros, ligações e dissonâncias que propiciam outros olhares sobre o museu. Uma obra de arte é uma coisa instável e, muitas vezes, é o seu entorno que acaba por revelá-la. Esta exposição propõe novas vias para compreender alguns dos artistas e atividades fundamentais associados à arte, desde a década de 1960 até à data. Frequentemente, a história ganha novos contornos quando se olha para as suas orlas, e a rede distribuída de significados e experiências representada por esta coleção de livros e publicações efémeras é um levantamento empolgante das margens e dos espaços entre as obras de arte do Museu Coleção Berardo.

Luiza Teixeira de Freitas e Thom O’Nions
Curadores