The Barn
Data 1994
Técnica Acrílico sobre tela
Dimensões 270 x 190 cm
ID Inventário UID 102-477
477.jpg
Entre 1952 e 1956, Paula Rego estuda na Slade School of Art, em Londres, onde conhece Victor Willing, com quem vem a casar. Voltam a Portugal, onde permanecem até 1962, e vivem depois entre os dois países. Em 1976, Paula Rego fixa residência definitivamente em Londres, mas o seu reconhecimento no Reino Unido não data senão da década de 1980. Em 1988, realiza a primeira retrospetiva na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e na galeria Serpentine, de Londres. Em 1994, a exposição na galeria Marlborough e a sua participação na exposição da galeria Saatchi dão-lhe uma notoriedade suplementar. The Barn, que pertence à Coleção Berardo, segue a regra geral das pinturas marcantes desse período: a referência fundamental é uma história que só a artista conhece e que nos é mostrada num momento de tensão dramática, de encenação. Paula Rego trabalha com trajes de teatro precisamente para estimular aquilo a que chama a sua falta de imaginação…
A sua pintura resiste às classificações habituais da arte, através de uma reapropriação da representação. «O naturalismo está muito fora de moda, mas eu não me importo», diz a artista, que, nas décadas de 1960 e 1970 denunciava a ditadura em Portugal, empenhando-se politicamente, não só na sua pintura mas também em debates sociais sobre o seu país de origem, como o combate a favor da despenalização do aborto. Define-se a si própria como inglesa e, ao mesmo tempo, portuguesa. «Há uma parte de mim, a parte que fala português, que me traz memórias que não tenho quando falo em inglês. Mas, por exemplo, a poesia eu entendo-a mais em inglês do que em português.»
J-FC