Coquilles Fleurs
Data 1929
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 114.5 x 87.5 x 2 cm
ID Inventário UID 102-184
184.jpg
Max Ernst aplica à pintura a técnica da «frottage» desenhada numa folha de papel. Raspa e limpa a pintura até à superfície da tela. Obtém, através da mistura das tintas, efeitos de caleidoscópio. Irá assim desenvolver alguns temas como as Florestas, as Cidades e as Flores. Em 1928, pinta cerca de sessenta estudos sobre as flores, conchas, conchas-flores que correspondem, segundo René Crevel, a «[...] flores arestas, flores escamas, flores tubuladuras, flores debatendo-se debaixo da água, flores perfuradas no pescoço por pedras» (prefácio da exposição de 1928 na Galerie Georges Bernheim em Paris, intitulada Max Ernst, ses oiseaux, ses fleurs nouvelles [Max Ernst, os seus pássaros, as suas flores novas]. Tratam-se, em geral, de pequenos formatos, mostrando uma, duas ou três flores. Em 1929, organiza-as em formatos maiores, tal como neste quadro.
AC
Galerie L’Effort moderne, Paris (Léonce Rosenberg); Sr. & Sra. Leigh B. Block, Chicago (1967); Harold Diamond, Nova Iorque; Galerie Charles Kriwin, Bruxelas; Waddington Galleries Limited, Londres; adquirido em 1998.