Study for Bull in the Sun
Data 1942
Técnica Guache, tinta da china e lápis sobre papel
Dimensões 55.9 x 71.1 cm
ID Inventário UID 102-228
228.jpg
Esta obra corresponde ao período dos Garden in Sochi [Jardins em Sochi], hino nostálgico ao jardim perdido da infância, onde o pintor se inspira num imaginário bucólico do jardim arménio original. Arshile Gorky passa o verão numa quinta em New Milford, no Connecticut, e realiza estudos sobre a natureza. Com suas formas de cores simples, volumes ao mesmo tempo sugeridos e negados, e uma atmosfera onírica, este estudo lembra explicitamente a obra de Joan Miró. O Museum of Modern Art (MoMA) organizou, em 1941, uma retrospetiva do pintor catalão que poderá ter tido um efeito renovador em Gorky. Compreende-se por que a crítica americana, na busca por uma arte propriamente americana caracterizada pela sua energia e pelo seu iconoclasmo, tenha notado principalmente a filiação europeia do pintor. Em contracorrente relativamente ao arquétipo romântico do génio inspirado e do talento espontâneo, Gorky é um homem de trabalho que se empenha ao longo da vida a estudar sem descanso as obras dos mestres e dos seus pares. Este estudo simplificado de um touro não se distancia das suas grandes decorações para o Ben Marden's Riviera, um clube noturno de Fort Lee, em Nova Jérsia, que datam de 1938 – 1939, nem dos seu primeiros estudos por volta de 1940-1941 para a série Garden in Sochi.
AC
John Gunther, Nova Iorque; John Ranck, Nova Iorque; leilão na Sotheby's Parke Bernet, Nova Iorque, 17 de maio de 1979; coleção privada; adquirido na Sotheby's, Nova Iorque, 15 de novembro de 2000.
Merchandising:
Portugal Museum Store /
Museu Berardo