Valor
Data 2002
Técnica Cadeira Chippendale, caixa de acrílico, veludo
Dimensões 160 x 110 x 110 cm
ID Inventário NA-939
No quadro da cultura ocidental moderna, os objetos de uso quotidiano manufaturados noutras épocas de produção artesanal começaram a ser valorizados, entre outras razões, pelo paciente e cuidadoso trabalho de marca manual e irrepetível, absolutamente distinto da produção mecanizada e seriada. A compra e venda de antiguidades, enquanto objetos de eleição desses períodos e portadores de uma mestria singular, transformou-se num valioso mercado em que a contemporaneidade especula e realiza operações de mais-valia que exorbitam o antigo valor de uso dos objetos e os consignam num quase exclusivo valor-de-troca, suscetível de valorização à medida que o tempo passa. No entanto, é também o tempo que opera irreversivelmente sobre os mesmos objetos e na medida em que os valoriza simultaneamente os destrói, como ocorre com o caruncho instalado na madeira da cadeira Chippendale que esta obra integra. (PL)