Mesa redonda “A atração dos contrários - suspensão e movimento em André Gomes e Pedro Calapez”

Mesa redonda “A atração dos contrários - suspensão e movimento em André Gomes e Pedro Calapez”
18/12/2021
Horário: 
16:00
Preço: 
Conversas
0,00 €
Mesa redonda “A atração dos contrários - suspensão e movimento em André Gomes e Pedro Calapez”
18/12/2021
Horário: 
16:00
Preço: 
Conversas
0,00 €
Corpo de texto: 

Mesa redonda “A atração dos contrários - suspensão e movimento em André Gomes e Pedro Calapez”, em torno da exposição “Seja dia ou seja noite pouco importa”.

Oradores: Alexandre Melo, António Marques, Rui Romão e os artistas André Gomes e Pedro Calapez.


Alexandre Melo
Crítico de arte, curador, professor e ensaísta. Desde a década de 1980, escreve sobre arte contemporânea para diversos jornais e revistas nacionais e internacionais, tendo publicado diversos livros. Foi curador da Ellipse Foundation e das Coleções do Banco Privado, bem como comissário da representação portuguesa na Bienal de Veneza de 1997 e na Bienal de São Paulo de 2004. Foi Assessor Cultural do Primeiro-Ministro de 2005 a 2011.


António Marques
Ensina Filosofia no Departamento de Filosofia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Tem publicado essencialmente sobre temas  de filosofia moral,  estética e epistemologia. Kant e Wittgenstein são os autores que tem investigado de forma mais sistemática e que estão na base da sua concepção de Filosofia. Entende esta como um exercício critico que visa revelar o particular no universal e o universal no particular.


Rui Romão
Licenciado, doutorado e agregado em Filosofia na Universidade Nova de Lisboa, é Professor Associado na Universidade do Porto, na Faculdade de Letras, onde investiga no Instituto de Filosofia. É autor de livros e artigos publicados em Portugal e no estrangeiro.  


André Gomes (1951, Lisboa)
Licenciado em Filosofia, trabalha como ator e artista plástico,expondo regularmente os seus trabalhos fotográficos.

Pedro Calapez (1953, Lisboa)
Artista plástico,  expõe  regularmente em Portugal e no estrangeiro desde 1982

 

Sábado, 18 de dezembro, 16h00. Auditório do Museu Coleção Berardo.
Entrada gratuita, sujeita ao número de lugares disponíveis.