O artista como personagem de banda desenhada

O artista como personagem de banda desenhada
18/05/2022
Horário: 
17:00
Preço: 
XII Ciclo de Conferências ECATI/MCB - Arte e Singularidade
0,00 €
O artista como personagem de banda desenhada
Preço: 
XII Ciclo de Conferências ECATI/MCB - Arte e Singularidade
0,00 €
Corpo de texto: 

Desde a sua origem romântica, o género literário conhecido como romance de artista tratou a imagem do indivíduo criador através de todos os tipos de violência e destruição. De uma forma ou de outra, o artista ficcional parece discorrer paralelamente a um processo aniquilador que remete para todos os seus referentes (a história da arte, a sociedade em geral ou, em particular, a própria individualidade artística). Quando este germe destrutivo cruza a fronteira entre meios e transita para a banda desenhada, os resultados são muito mais explícitos, resultando numa estranha dialética entre o artista como indivíduo torturado (ou torturador) e as suas diversas transgressões. Perante este contexto, esta conferência tem como objetivo analisar as destruições a que o artista é submetido por meio da sua imagem ficcional no romance gráfica.

Domingo Hernández Sánchez é professor Catedrático de Estética e Teoria das Artes na Faculdade de Filosofia da Universidade de Salamanca. Dirigiu o Mestrado em Estudos Avançados em Filosofia e o Programa de Doutoramento em Filosofia da sua faculdade, onde ocupou o cargo de Vice-Reitor de Estudantes e Relações Internacionais. É investigador-chefe do reconhecido Grupo de Pesquisa em Estética e Teoria da Artes da Universidade de Salamanca (GEsTA) e dirige a Coleção Metamorfosis y Materiales de Arte y estética nas Edições da Universidade de Salamanca. Entre outras publicações, é autor das monografias La ironía estética: estética romántica y arte moderno y, traduzido para português em 2012, e La comedia de lo sublime. Traduziu Filosofia da Arte ou Estética de Hegel e editou volumes compilatórios como Estéticas del arte contemporáneo; Arte, cuerpo, tecnología o Cine y hospitalidad.

 

Conferência apresentada no âmbito do XII Ciclo de Conferências Internacionais, intitulado "Arte e Singularidade", organizado pela Escola de Comunicação, Artes e Tecnologias de Informação da Universidade Lusófona, em conjunto com o Museu Coleção Berardo.

Quarta-feira, 18 de maio às 17h00.
Auditório do Museu. Entrada gratuita, sujeita ao limite de lugares disponíveis