Pedro Neves Marques. Os Jurupixuna

Pedro Neves Marques. Os Jurupixuna
12/11/2014
Corpo de texto: 

 

No dia 12 de novembro de 2014, pelas 18h00, no anfiteatro do Museu Coleção Berardo, será apresentada a residência artística de Pedro Neves Marques e a plataforma raum: residências artísticas online.

A plataforma raum: residências artísticas online, com direção artística de Sandra Vieira Jürgens e produção da Associação Cultural Terceiro Direito, é uma iniciativa que durante o período de seis meses aloja treze residências de artistas e estruturas ligadas à arte, nomeadamente unidades de investigação universitária, projetos independentes e editoriais, museus e escolas de artes visuais. A plataforma está ativa desde 1 de outubro e cada uma das residências está online durante quinze dias, até abril de 2015.

Neste contexto, o artista Pedro Neves Marques apresenta um projeto concebido especificamente para a raum: residências artísticas online, intitulado Os Jurupixuna, que ficará online a partir de dia 12 de novembro, durante o período em que o Museu Coleção Berardo assume a sua organização. Nas palavras do diretor artístico do museu, Pedro Lapa, «a particularidade do meio de apresentação e o facto de se tratar de uma residência e não de uma exposição possibilitaram o desenvolvimento de um trabalho centrado na relação entre escrita e imagem. Em Os Jurupixuna ambas se sobrepõem uma à outra, mas se aparentemente se relacionam, o processo de sobreposição da imagem sobre o texto suspende o curso deste, porquanto interfere não só espacialmente como também de forma temporal. Partindo de um conjunto de considerações sobre os processos de classificação e arquivo dos artefactos e ambientes de civilizações colonizadas, o texto ensaístico dá lugar à exemplificação que o transforma numa narrativa. O seu desenvolvimento estrutura uma ficção inicialmente verosímil, depois ambígua, mas não menos significativa que a componente ensaística, sobre diferentes processos de apropriação cultural e os jogos de poder implícitos que aí se recortam. Ficção e processo de conhecimento ou reflexão especulativa tornam-se assim componentes indiscerníveis, reclamando uma infinita contaminação das suas fronteiras à qual o trabalho de Pedro Neves Marques tem vindo a revelar uma particular atenção.»

A apresentação do projeto de Pedro Neves Marques e da própria plataforma que o recebe, no dia 12 de novembro, às 18h00, no anfiteatro do Museu Coleççao Berardo, conta com um painel de oradores composto por Sandra Vieira Jürgens (raum: residências artísticas online), Pedro Lapa (Museu Coleção Berardo), David Santos (Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado) e Nuno Lisboa (Doc’s Kingdom - Seminário Internacional de Cinema Documental).